Síndrome de Burnout: como o Coaching pode ajudar?

A Síndrome de Burnout, também chamada de síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio bastante grave caracterizado pelo excesso de estresse e ansiedade gerados pelo ambiente e condições de trabalho esgotantes.

Devido a esses problemas, a pessoa afetada também acaba tendo outros sintomas mentais e físicos, como a insônia, palpitações, dificuldade de concentração, falta de energia, dores de cabeça, isolamento, alterações no apetite, sensação de derrota etc.

Um profissional de Coaching muitas vezes se depara com Clientes com esse problema. Por isso, resolvemos abordar esse tema e ajudá-lo, Coach, a identificar e lidar com pessoas que passam por essa Síndrome.

Quais são as causas da Síndrome de Burnout?

Esse distúrbio é causado por uma vida muito agitada e estressante, principalmente na área profissional. Geralmente afeta pessoas com trabalhos muito desgastantes nos quais há muito estresse e ansiedade envolvidos.

Pessoas em profissões competitivas, em cargos altos e de liderança são mais suscetíveis a desenvolver a Síndrome de Burnout. Além disso, estabelecer metas muito difíceis de serem alcançadas e estar em uma posição na qual o profissional é desvalorizado pelos colegas de trabalho e chefes também são fatores de risco.

Quais são as suas complicações?

Como o trabalho é algo com que lidamos diariamente por boa parte do dia, a situação de constante estresse e ansiedade acaba gerando problemas muito maiores. Em vez de começar a progredir e ir em busca de atingir as metas, o profissional passa a perder o desempenho.

A falta de vontade de sair da cama e sensação de incapacidade são recorrentes e fazem com que o indivíduo tenha vontade de desistir de tudo, podendo até mesmo entrar em estado de depressão.

Isso significa que a Síndrome de Burnout é capaz de afetar não só o dia a dia no trabalho, como também a vida pessoal e abalar o psicológico de quem sofre com ela. Portanto, é considerada uma condição séria e que requer cuidados especiais para que não se agrave.

Coach, o que fazer em caso de suspeita da Síndrome?

Caso você suspeite que seu Coachee esteja sofrendo desse problema, é essencial encaminhá-lo a um psicólogo para fazer um diagnóstico preciso e iniciar um tratamento adequado. Recomenda-se também a prática de exercícios físicos para amenizar os sintomas.

Os tratamentos geralmente envolvem psicoterapia, para entender a sua situação e trabalhar diretamente nas causas e problemas ligados à síndrome. Em alguns casos, pode ser necessário fazer uso de medicamentos para reduzir o estresse, ansiedade e até mesmo dormir melhor.

Além disso, durante o processo de Coaching, o Coach pode ajudar o seu Coachee a melhorar o seu foco e priorizar o que realmente tem importância no momento. Essas ações vão permitir que o Coachee aprenda a lidar melhor com as situações que o colocam em conflito e organizar sua agenda para ter clareza das suas responsabilidades e, principalmente, prioridades.

É importante ressaltar que a Síndrome de Burnout é um problema sério e que deve ser tratado com o auxílio de vários profissionais. Apenas o Coaching não é suficiente para controlar a doença, porém, pode auxiliar no tratamento e melhorar a qualidade de vida do Coachee.

Temos muitos conteúdos relevantes e gratuitos em nosso canal do Youtube. Já se inscreveu? É só clicar aqui

Um grande abraço,

Flávio Lettieri e Equipe Como fazer Coaching

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Olá, como posso ajudar?

Novidades

LIDERANÇA

Receber Notificações