Feedback no Coaching: o que fazer se o Coachee erra na sua rota de ação?

Avaliar o andamento de um processo é muito importante em qualquer área de atuação. Quem estuda e trabalha com gestão, entende como o Ciclo PDCA — planejar, fazer, checar e agir — é significativo. É na hora de “checar” que entra a necessidade de avaliar tudo o que já foi realizado.

E no processo de Coaching não pode ser diferente. O cliente está seguindo a rota de ação e colhendo resultados positivos? Ótimo! A ideia é continuar o bom trabalho e buscar sempre por melhorias. Mas, se o feedback no Coaching está, na sua opinião, equivocado? Nesse caso, nem sempre será correto apontar os erros de imediato. Afinal, uma situação pode ser considerada errada para você, mas ser pertinente para o outro.

É preciso entender que fatores externos e internos vão influenciar na decisão do seu Coachee, e não apenas a sua opinião será relevante. O seu papel é ficar ao lado dele para potencializar suas forças e guiá-lo no caminho do sucesso.

Está em dúvida sobre como ajudar seu cliente a avaliar sua rota de ação? Vamos ajudar você nesse processo!

Evite julgar de primeira

Dar e receber um feedback, especialmente se ele não for positivo, costuma ser difícil. Por isso, antes de detalhar os pontos que seu cliente precisa melhorar, procure analisar a situação com cuidado para evitar julgamentos. Não é indicado apontar os erros logo de cara.

O Coach precisa construir uma relação de confiança e reciprocidade com seu Coachee. Então, listar apenas os pontos negativos da rota de ação pode ser prejudicial para a parceria de vocês. Aqui, o exercício da empatia faz-se importante. Escute-o, entenda a situação e, a partir disso, procure estabelecer melhorias que o beneficie.

Questione os motivos da escolha daquela rota

Perguntar é uma ótima maneira de extrair do Coachee o seu melhor. Às vezes ele pode nem saber, mas já tem a resposta pronta. Só precisa que alguém o leve a entender isso. E esse é o seu papel!

Se na etapa de planejamento da rota de ação, por exemplo, ele destinou mais orçamento para um determinado recurso do que para outro, questione o porquê disso. Caso a fase de execução esteja tomando muito tempo, peça para ele mostrar os reais motivos dessa decisão.

Como as sessões de Coaching costumam ocorrer num intervalo de 7 a 15 dias, o monitoramento detalhado das ações do cliente é condição fundamental para ele atingir as metas. Os questionamentos vão auxiliá-lo nos ajustes necessários do plano traçado previamente.

Confie no seu cliente

Uma das maneiras de motivar uma pessoa é simplesmente demonstrar confiança em seu trabalho. Quando for passar o feedback, procure ressaltar as qualidades das ações do seu cliente e promova o reforço positivo. Mostre como está a evolução dele e diga que você tem total crença no seu potencial.

Esse reforço ajuda a fortalecer as habilidades dele e a engajá-lo a continuar trilhando o caminho rumo ao sucesso.

Avalie os prós e contras e estabeleça um plano B

Você não pode deixar seu cliente às cegas, caso a rota de ação não atinja o objetivo desejado. Por isso, é importante estabelecer os prós e contras do plano para, assim, evitar desperdiçar todo o trabalho que vocês realizaram.

Estabelecidos todos os pontos positivos e negativos, chegou a hora de traçar o plano B. Pensar que a estratégia inicial pode dar errado não é pessimismo, é planejamento! É saber fazer da derrota uma oportunidade também para vencer. E o Coachee precisa estar ciente de que obstáculos surgirão, mas que ele precisa estar preparado e motivado para atingir seus objetivos.

Questionar, apontar e guiar o cliente no caminho traçado. É nesse momento que o feedback no Coaching reforça sua importância. O retorno para o Coachee não precisa ser excessivamente negativo e você, muito menos, tem que ser conivente a todas as suas ações. Seja objetivo e sensato nas suas explicações e transmita confiança.

Agir assim demonstra o seu comprometimento na parceria e no trabalho realizado em conjunto. E deixa claro para o Coachee que o esforço de ambos é necessário para chegar aos objetivos almejados.

Comente o que você achou do artigo e aproveite para nos contar sobre sua experiência como Coach.

Um forte abraço,

Flávio Lettieri

Equipe Como fazer Coaching

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Olá, como posso ajudar?

Novidades

LIDERANÇA

Receber Notificações