Como Ter uma Comunicação Assertiva com a sua Equipe

Conheça as principais barreiras que detonam a comunicação assertiva em uma equipe

***

Efeitos de uma comunicação não eficaz

Você sabia que, de cada 10 equipes, 9 possuem não possuem uma comunicação assertiva?

Então, se você lidera pessoas que enfrentam dificuldades nos relacionamentos interpessoais e no trabalho em equipe em virtude de falhas na comunicação, isso é absolutamente comum.

Mas, isso não quer dizer que você não tenha um problema, afinal uma comunicação interna ruim faz muito estrago na performance de uma equipe.

Um bom exemplo é o fato de 90% dos conflitos nas empresas serem decorrentes de problemas de comunicação, afinal quando a comunicação não é eficaz e o fluxo da informação é bloqueado, a confiança diminui e os conflitos aumentam.

Consequentemente o nível de cooperação é baixo e a quantidade de retrabalho é alta.

E, claro, a produtividade fica muito abaixo do ideal, pois, em ambientes de comunicação empobrecida, as pessoas perdem tanto tempo para resolver problemas que faltam momentos para a discussão de boas ideias.

Além disso, como os conflitos e a sensação de ameaça aumentam, as pessoas acabam usando mais tempo para se defender ou se proteger dessas ameaças do que buscando a excelência para a realização das suas tarefas.

Nesse artigo eu vou te falar sobre as principais barreiras que sabotam comunicação e atrapalham a performance das equipes. E vou também te dar algumas dicas para você melhorar a sua comunicação.

.

Quais são as principais barreiras na comunicação

No mundo ideal, aquilo que alguém fala é perfeitamente entendido por quem ouve. No mundo real, não é bem assim que acontece.

Algumas barreiras de comunicação bloqueiam o fluxo da informação fazendo com que a mensagem seja comunicada apenas em parte, seja distorcida ou mal interpretada ou simplesmente não seja captada.

Essas barreiras atuam em 3 níveis que devem ser compreendidos por um gestor de pessoas que busca melhorar a comunicação na sua equipe.

O primeiro é o nível do indivíduo.

Aqui, nós temos o egocentrismo, a timidez, a dificuldade de expressão ou a simples distração como bloqueadores do fluxo da informação.

Esse é o nível mais simples de solução, pois acontece como um problema isolado de alguns indivíduos e costuma ter um impacto moderado nas equipes.

O segundo nível é o nível dos processos e envolve, sobretudo, a escolha inadequada do receptor, do local, do momento ou do meio de comunicação.

Apesar de causar um estrago maior quando comparado com o nível anterior, as barreiras de comunicação nesse nível podem ser facilmente removidas a partir da organização de processos corretivos relativamente simples de serem implementados em uma equipe.

O grande desafio está mesmo no terceiro nível das barreiras de comunicação.

Nesse nível se encontram os bloqueios em função de relacionamentos e que são mais dificilmente resolvidos, pois impactam fortemente nas emoções dos envolvidos.

Aqui aparecem bloqueios como o Diálogo dos surdos, que é quando duas pessoas falam, mas nenhuma das duas ouve, e o Monólogo coletivo, que é quando alguém insiste em tratar assuntos e questões que não interessam às outras pessoas envolvidas na comunicação.

Vale lembrar que na origem dos bloqueios nesse nível, quase sempre existe uma luta velada pelo poder que impede que as pessoas se entendam e se ajudem mutuamente.

 

Os 3 passos para uma comunicação assertiva

Conhecer essas barreiras e ser capaz de identificar em que nível se encontram os maiores desafios da comunicação de sua equipe, ajuda o líder a criar processos mais eficazes para garantir que as informações importantes fluam naturalmente entre todos os membros da equipe.

E, para criar um ambiente de trabalho onde a comunicação clara e assertiva seja um valor para toda a equipe, o líder pode adotar em suas interações, e incentivar o seu time a fazer o mesmo, os 3 passos para uma comunicação mais eficaz:

1.  Checar a compreensão das pessoas

Não conclua que as pessoas ouviram o que você queria dizer apenas porque você falou.

Pergunte o que as pessoas realmente entenderam.

Faça da checagem da comunicação uma rotina nas reuniões da sua equipe.

2. Se você não entendeu, pergunte!

É muito melhor perguntar e tirar a dúvida do que precisar refazer o trabalho porque algo não estava muito claro.

Incentive a sua equipe a adotar a mesma postura.

3. Os outros também são capazes

Por fim, dê o passo mais desafiador e mais importante para melhorar a sua comunicação e as suas relações interpessoais: Parta do pressuposto que as outras pessoas também são capazes e que elas estão fazendo o melhor que podem.

Os maiores bloqueios na comunicação acontecem em função das inferências, que são crenças limitantes adquiridas a respeito das outras pessoas.

Nós passamos a ter uma comunicação cada vez mais assertiva e relações menos conflituosas à medida que evitamos o julgamento antecipado e a arrogância de achar que só nós somos capazes de fazer.

Um forte e carinhosos abraço.

A Como Fazer Coaching

Nestes meus mais de 25 anos de carreira em que tive a chance de desenvolver mais de 50.000 pessoas, eu pude ver na prática como o Coaching é uma ferramenta poderosa, que efetivamente transforma vidas. Com base nessa experiência, idealizei o programa Como Fazer Coaching, a melhor e mais completa Formação em Coaching e Liderança focada no mercado corporativo e no desenvolvimento de pessoas. Fale com a gente para ter mais informações. Seja um Coach e um Líder Coach que transforma vidas!

Flavio Lettieri e Equipe Como Fazer Coaching

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
Nossa equipe de atendimento está aqui para responder às suas perguntas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Olá, como posso ajudar?

Novidades

LIDERANÇA

Receber Notificações